Viagem

Viagem – 15 Cidades mais baratas da Europa

 

Muitos casais tem o sonho de fazer uma ou muitas viagens juntos. Viajar vai além de conhecer outros países, nos torna seres humanos melhores, com experiências muitas vezes indescritíveis.

Li outro dia que viajar nos tira do tédio que é o maior causador da infelicidade. Já reparou que sempre que escapamos uns dias de nossa rotina, você volta com mais energia para o trabalho, com novas ideias e sonhos?

Sei que o dólar anda em uma fase alta, deixando tudo um pouquinho mais caro. Mas se teu sonho é conhecer a Europa gastando pouco veja esta seleção de cidades fantásticas que você deve conhecer:

1. Budapeste – Hungria

Considerada uma das cidades mais bonitas da Europa, a cidade é cheia de árvores e parques, teatros, balneários de água quente do tempo do Império Romano e excelentes cafés. Tudo com excelente preço.

budapeste

2.  Cesky Krumlov – República Checa

Uma cidade pitoresca não é aquela que você ouve muitas pessoas falando, mas quando você vê as fotos e se pergunta por que nunca pensou em visitar. Cesky Krumlov sua arquitetura barroca e renascentista foi adicionada a lista de Patrimônio Histórico da Unesco em 1992, no centro histórico são proibidos veículos. Toda essa beleza a um preço acessível.

cesky-krumlov

 

3. Istambul – Turquia

De um lado, o chamado às orações que emana das mesquitas e mulheres cobertas com véus garantem o exotismo que se espera da maior cidade da Turquia. Do outro, uma metrópole moderna, numa nação islâmica cada vez mais alinhada à União Europeia.  Uma grande cidade com muita história e arquitetura impressionantes que precisam ser conhecidas.

instambul

4. Valletta – Malta

Chamada de museu ao ar livre por ter mais de 300 monumentos, é uma das capitais mais acessíveis para visitar, também um Patrimônio Mundial da Unesco. A cidade é um importante porto que recebe vários cruzeiros no verão, cheia de locais com arquitetura barroca, catedrais, fortalezas e museus.

valletta-malta-wallpaper-hd

5. Valência – Espanha

A cidade fica a 3h de trem de Madri e Barcelona repleta de história e catedrais ela segue a linha européia, ás 13h tudo fecha e só abre ás 16h (siesta). A foto abaixo é da Ciudad de las Artes y las Ciencias, do arquiteto Santiago de Calatrava. Um complexo cultural com mais de 350.000 m², tem planetário, aquário, parques, museu de ciências, etc.

valencia-spain

6. Porto – Portugal

Segunda maior cidade de Portugal, a cidade deu nome a um dos mais famosos vinhos do planeta, o Porto. Mas a viagem não estará completa sem uma visita às Caves do Vinho (plantações de vinhedos) e às margens da Zona Ribeirinha, repletas de bodegas que servem os melhores vinhos portugueses.

portugal-porto

7. Nîmes – França

Você sabia que a Arena de Nîmes é mais preservada e grandiosa que o Coliseu, em Roma? E que as calças jeans “nasceram” lá? Como a cidade é bem pequena vale a pena conhecer enquanto estiver em Paris.

nimes-franca

8.  Bratislava – Eslováquia

A cidade serviu de residência de celtas, romanos, alemães, húngaros e judeus, povos responsáveis pela diversidade cultural e arquitetônica.

bratislava-eslovaquia

 

9. Praga – República Checa

Praga respira história e cultura, reúne prédios centenários de arquitetura renascentista, barroca, neoclássica, além de modernos edifícios. O centro histórico é Patrimônio Cultural da Humanidade. A famosa Ponte Carlos, construída em 1357 sobre o rio Moldava, leva ao Castelo de Praga, considerado o maior castelo do mundo, com mais de mil anos de história.

15 Lugares que eu quero viajar para Em 2015 (e porquê!) (5)
10. Riga – Letônia

Riga, capital da Letônia, está na lista de Patrimônio Mundial Cultural e Natural da UNESCO. Tem mais de 700.000 habitantes e é a maior cidade nos Estados Bálticos, tornou-se uma cidade multicultural em que se pode sempre encontrar um grande número de coisas para fazer. É a cidade com maior número de pontos gratuitos de Wi-Fi por quilômetro quadrado e per capita da população na Europa.

latvia-riga-square

11Atenas – Grécia

Com grande quantidade de belezas naturais, arquitetura impressionante, culinária excepcional e excelente clima, Atenas é um museu a céu aberto.

Lá encontra-se a Acrópole, onde o visitante poderá ver de perto a estrutura de vários templos famosos como o Partenon (século 5 a.C.), dedicado à deusa Atena.

atenas-grecia

 

12. Bruges – Bélgica

Bruges está localizada na região de Flandres à aproximadamente 1h de distância da cidade de Bruxelas. A cidade é repleta de arquitetura gótica e cortada por canais.

As cidades mais baratas na Europa, que você precisa visitar!  (3)
13. Edimburgo – Reino Unido

Edimburgo é capital da Escócia, com fantásticos rochedos e alamedas arborizadas, transforma-se completamente por algumas semanas no fim do verão, quando sedia um dos maiores eventos culturais do planeta, o Festival de Edimburgo. A cidade oferece muita história, castelos, museus e palácios.

As cidades mais baratas na Europa, que você precisa visitar!  (5)
14. Cracóvia – Polônia

Todos os dias, a cada hora, uma melancólica música toma conta da praça central de Cracóvia. É um clarim que desde o topo da Basílica de Santa Maria, cumpre uma das tradições locais: dar ordem de fechamento dos portões da cidade (que não existem mais). O centro histórico de cidade é cercado por uma muralha que abriga no seu interior os principais pontos turísticos.

15 das cidades mais baratas na Europa, que você precisa visitar!
15. Zagreb – Croácia

As construções da cidade remetem ao antigo império austro-húngaro junto de galerias de arte e bares descolados. Influências renascentistas e barrocas estão por toda parte, bem como da era medieval e os incríveis afrescos do século 13 da antiga Igreja de São Estevão (que mudou o nome para Catedral da Assunção da Sagrada Virgem Maria).

As cidades mais baratas na Europa, que você precisa visitar!  (14)

 

Não tem como negar, a Europa é repleta de cidades fantásticas e charmosas. Já decidiu qual destino dessa lista será seu escolhido??

“A vida é um livro e quem não viaja lê apenas a primeira página.” (Augustine of Hippo)

Fonte: Hand Luggage Only

 

Sobre o Autor

Aline Bianco

Aline Bianco

Nutricionista e Designer de Interiores, Aline Bianco fundou o Salve a Noiva em 2014 acreditando ser possível realizar um sonho de casamento, aliando bom gosto e tendências, independente do orçamento. Atualmente, Aline é responsável por toda a produção de conteúdo do Salve a Noiva, tendo produzido e criado centenas de posts, dezenas de vídeos e inúmeros materiais que hoje são consumidos por milhares de noivas, todos os dias.

Comente

Cliquei aqui para postar um comentário

Junte-se ao
Uma vez por semana lhe enviaremos nossa seleção de insights, tendências e tudo o que você precisa saber para que o grande dia seja inesquecível!