Cerimônias

Casamento ecumênico – Saída para o casal com religiões diferentes.

Quando você se apaixona por uma pessoa e resolve casar não pensa se a sua religião é a mesma que a dela. Ás vezes a questão nem está na crença do casal mas na dos familiares envolvidos. Existem mães que gostariam que os filhos se casassem em determinada religião mas para isso o noivo(a) precisaria se converter.

O noivado é assim, é onde nossos sentimentos estão a flor da pele. Acredito que nessa fase vocês se conhecem melhor e a religião é uma parte disso. Nesse momento é importante não discutir se sua crença é mais forte que a dele, nem tentar converter. Religião e politica não se discute, respeita, e no final Deus é um só!

Decidir o tipo de cerimônia de casamento pode ser um desafio, especialmente se um dos seus familiares é muito mais religioso do que o outro, ou pratica uma religião com regras sobre casamento. Algumas religiões precisam que você se converta para casar, enquanto outras não e realizam a cerimônia mesmo se um dos cônjuges não é membro da religião.

Antes de decidir, acho importante o casal ter uma conversa de como isso afetará a vida de vocês. Vocês criarão seus filhos em que fé? Você imagina frequentar a igreja no final de semana? Ele quer que você frequente as reuniões com ele? É importante deixar isso claro, porque ás vezes criamos expectativas que podem nos frustar no futuro e levar a brigas desnecessárias. Por exemplo, eu e meu marido temos a mesma crença religiosa, porém ele frequenta mas eu não gosto e prefiro fazer minhas orações em casa. Cada um entendeu o lado do outro e assim estamos bem.

noivos-soltando-baloes

Casamento ecumênico

Este tipo de cerimônia ocorre quando os noivos tem religiões diferentes, e é a melhor opção nessas situações. Existem algumas formas para isso, uma onde você escolhe um celebrante para oficializar a união, na outra você escolhe um celebrante da religião de cada noivo e vocês terão a benção de dois celebrantes e agradam a todos familiares.

Tem religiões que não permitem que seus padres celebrem uniões fora das igrejas, então fique atenta a isso.

Se o casal não tem religião e nem gostaria de uma cerimônia simbólica, pode chamar o juiz de paz para fazer a cerimônia civil no local onde será sua recepção.

mulberrylanefarmwedding-megpaul-theoverwhelmedbrideweddingblogsoutherncaliforniaweddingplanner-1

 

O importante nessa história é um compreender ao outro e se necessário abrir mão de algo. Ao destacar o que é importante para um, ou ambos, e aprender a ceder inclusive em suas tradições religiosas, vocês só irão amadurecer a relação focando no que realmente importa, que é o amor que liga os dois, sem sacrificar suas crenças.

Se os familiares estiverem pressionando para os noivos fazerem algo que não querem, acho válido sentarem e conversarem dizendo que respeitam a religião mas que neste dia a opção de vocês será outra. E dizer que assim como vocês respeitam sua crença eles devem respeitar a escolha do casal.

Bjs bjs

Sobre o Autor

Aline Bianco

Aline Bianco

Nutricionista e Designer de Interiores, Aline Bianco fundou o Salve a Noiva em 2014 acreditando ser possível realizar um sonho de casamento, aliando bom gosto e tendências, independente do orçamento. Atualmente, Aline é responsável por toda a produção de conteúdo do Salve a Noiva, tendo produzido e criado centenas de posts, dezenas de vídeos e inúmeros materiais que hoje são consumidos por milhares de noivas, todos os dias.

Comente

Cliquei aqui para postar um comentário

Junte-se ao
Uma vez por semana lhe enviaremos nossa seleção de insights, tendências e tudo o que você precisa saber para que o grande dia seja inesquecível!